Como funciona a amostragem no Google Analytics 4 (GA4)

Fala aí analítico e analítica de plantão, beleza?

Uma das coisas que mais assombram os profissionais de Analytics na hora de analisar os dados do seu site ou App é justamente saber se estão vendo dados reais ou uma amostragem.

Vou organizar nesse post, como funciona a amostragem do GA4 em alguns relatórios e explicar quais são as diferenças também de amostragem por relatórios.

Table of contents

Amostragem nos Relatórios padrão x Avançados do GA4

No Google Analytics 4, os relatórios padrão são sempre sem amostragem. Isso é verdade mesmo se você aplicar dimensões secundárias , filtros ou outras modificações de relatório.

Você pode encontrar os relatórios padrão em “Relatórios” na navegação principal:

Google-Analytics-Resumo-dos-relatórios-amostragem-dos-dados.png

O ícone verde acima indica que os relatórios não possuem amostragem e sim são dados reais.

O Google Analytics mostra um ícone laranja quando ocorre a amostragem de dados ou como um aviso sobre um determinado limite que pode ser aplicado, se está com ícone em verde, relaxa que não existe amostra sendo aplicada ;)

Amostragem aplicada no Relatório de Explorar do GA4

Google-Analytics-Relatorio-de-explorar-ga4.png

Se você ainda está iniciando no GA4, perceberá que o relatório de explorar é o grande relatório que você deve utilizar para criar as suas análises e conseguir enxergar muitos detalhes dos seus dados e nesse relatório existem alguns limites de amostragem que são aplicados de uma forma mais intensa.

Os relatórios do Explorar são divididos em:

  • (Em branco)
  • Forma livre
  • Exploração do funil
  • Exploração de caminhos
  • Sobreposição de segmentos
  • Exploração de coorte
  • Vida útil do usuário

Perceba que na imagem abaixo, o relatório feito em formato livre atingiu um limite de 90% da amostragem:

GA4-formato-livre.jpeg

Contagem de eventos > 11 milhões e foram usados 90% dos dados para criar esse relatório . Nesse caso eu ainda confiaria nos dados, mas em geral eu diria que tome cuidado se esse percentual for inferior a 70 ou 80%, beleza?

Amostragem GA4 x Google Analytics Universal

Você pode se perguntar, como a amostragem no Google Analytics 4 se difere exatamente do Universal Analytics?

No Universal Analytics, os relatórios padrão são sempre sem amostragem. No entanto, a amostragem ocorre se você aplicar dimensões secundárias, segmentos ou outras consultas ao seu conjunto de dados. A amostragem de dados ocorre em um determinado limite e depende se você é um cliente 360 ou não:

Analytics Standard: 500 mil sessões no nível da propriedade para o período que você está usando Analytics 360: 100 milhões de sessões no nível da visualização para o período que você está usando

Já no GA4, os relatórios padrão são sempre sem amostragem (você não pode aplicar segmentos aqui). Isso é verdade mesmo se você aplicar consultas ad hoc ao seu conjunto de dados. Você deve ter notado que o número e a variedade de relatórios padrão são bastante reduzidos no Google Analytics 4 em comparação com o Universal Analytics.

Os relatórios avançados na seção Explorar/Análise geralmente possui uma amostragem se você exceder 10 milhões de eventos e o relatório criado não for um relatório padrão pré-existente do GA4.

Cardinalidade no GA4

Cada dimensão do relatório (por exemplo, Origem do usuário, Mídia do usuário, Campanha do usuário, Gênero etc.) tem vários valores que podem ser atribuídos a ela. O número total de valores exclusivos para uma dimensão é conhecido como sua cardinalidade.

Gênero é um exemplo de dimensão de baixa cardinalidade. Por outro lado, o caminho da página é uma dimensão de alta cardinalidade, pois geralmente contém muitos valores exclusivos diferentes.

O Analytics consulta diferentes tabelas antes de mostrar uma tabela em um relatório. Esteja ciente de possíveis discrepâncias quando uma consulta das tabelas de dados agregados ou de nível de evento retornar mais linhas do que o Analytics pode renderizar.

O resultado é que parte do conjunto de dados está sendo agregado em (outro).

Na maioria dos casos, isso só ocorre se uma dimensão tiver cerca de 20.000 valores exclusivos por dia ou mais. No entanto, vi exceções à regra:

GA4-cardinalidade.jpeg

BigQuery e GA4

A integração do BigQuery com o Google Analytics 4 oferece acesso aos dados brutos (quase) gratuitamente .

O BigQuery permite exportar dados brutos sem amostragem e, assim, realizar análises muito mais granulares com confiança em seus dados.

  • Pagar por quais dados são coletados e processados ​​(custos mínimos)
  • Uma solução escalável
  • Exportar parâmetros e dimensões de eventos personalizados
  • Conecte dados do GA4 com APIs de terceiros
  • Conecte dados (GA4) do BigQuery com ferramentas populares de visualização de dados, como Data Studio e Tableau
  • Se você vê dados em excesso agregados como (outros) regularmente, pode usar o BigQuery Export para exportar seus dados do Google Analytics para o BigQuery e consultar todo o conjunto de dados.

Espero que esse artigo tenha sido útil para você e não esqueça, você pode aprender na PRÁTICA TUDO SOBRE GA4 dentro do Métricas Boss Prime!

10 AULAS GRATUITAS SOBRE WEB ANALYTICS
Comece a aprender hoje mesmo! 100% online e sem custo!

Métricas Boss: © 2021 - Versão 4.0 - Web Analytics é mais que um gráfico bonitinho!