Como dar acesso no Google Analytics

Quando trabalhamos com o Google Analytics, é muito comum termos que conceder o acesso a nossa conta a alguns fornecedores e parceiros (ex.: agências de publicidade, agência de desenvolvimento, parceiros B2B etc.).


Esse processo é bem simples, como vamos mostrar no passo-a-passo ao longo desse tempo. No entanto, além das instruções, também queremos chamar atenção para alguns detalhes importantes de serem avaliados nessas horas.


Níveis de acesso


Niveis_de_acesso_google_analytics.jpg


Como já falamos no post sobre hierarquia contas do Google Analytics, nós podemos dar acesso a nossa conta de acordo com a estrutura de hierarquia das contas.


  • Nesse caso, se dermos acesso a b> CONTA , o usuário poderá ver todas as nossas propriedades e vistas com o mesmo conjunto de permissões na conta.

  • Se dermos acesso a PROPRIEDADE, o usuário pode ver todas as vistas relacionadas a essa propriedade, mas não terá acesso a nenhuma vista que pertença a outra propriedade.

  • Se dermos acesso a VISTA o usuário terá acesso apenas a vista específica que liberarmos, Mesmo que aquela propriedade tenha outras vistas, ele não conseguirá ver os dados.


Agora talvez você esteja se perguntando como saber qual nível de acesso é mais indicado liberar em cada caso?


Para responder essa pergunta, você precisa pensar nos seguintes pontos:

  1. Quais informações são essenciais para o meu parceiro ter acesso? Ou seja, o que de fato é importante que ele possa analisar para melhorar a qualidade do trabalho?

  2. Tem alguma informação sensível para esse usuário ter acesso e que eu preciso me proteger?


Vou dar alguns exemplo para deixar um pouco mais claro:


Exemplo 01:


Digamos que você tenha uma agência responsável pelas campanhas de Google Ads e outra responsável pelas campanhas de mídias sociais. Ambas pedem o acesso ao Google Analytics para poder mensurar os resultados e pensar em otimizações. No entanto, seria complicado ter duas agências diferentes vendo e mensurando o resultado da outra.

Nessa situação, você pode criar uma vista específica para Google Ads e criar um filtro restringindo a captura de dados apenas a origem/mídia do google/cpc. Feito isso, repita o processo para criar uma vista específica para a origem/mídia de social ads e conceder o acesso às respectivas agências.


Exemplo 02:


Outra situação seria você trabalhar com a revenda de diferentes marcas (ex.: supermercado) e um dos fornecedores pedir o acesso ao Google Analytics para acompanhar as vendas de seus produtos e pensar em ações de venda no PDV. Se você desse acesso a toda a sua conta, esse fornecedor poderia ver as vendas de todos os seus produtos - incluindo de marcas concorrentes. Com isso, pode comparar os resultados e condições de venda e reclamar por mais benefícios! Nesse caso, um jeito fácil de filtrar isso seria criando uma vista que restrinja a captura dos dados para a venda dos produtos do fornecedor em questão.


Permissões do Usuário


➡️ Gerenciar usuários


É o nível mais alto de permissão que um usuário pode ter. Ela concede o direito de gerenciar todos os usuários da conta (adicionar, excluir e alterar permissões), mas não dá o direito de edição (é necessário dar essas duas permissões).


➡️ Esse nível de acesso deve ser liberado com cautela e a poucos usuários, para evitar problemas de roubo de conta (acredite, é mais comum do que você imagina).

Aqui na MB nós sempre indicamos aos nossos clientes a nunca dar essa permissão a nenhum parceiro (incluindo nós mesmos) e sempre manter esse acesso centralizado em um e-mail central da área responsável da empresa. Assim, também evita o problema do funcionário sair da empresa e o email admin ficar perdido, ou pior, um funcionário de má fé retirar o acesso de todos e ficar como único admin e usar isso como chantagem para a empresa.

Nesses casos, é praticamente impossível de provar na justiça que a conta era sua (afinal, porque você não é mais o admin?) e a empresa fica sujeita ao risco de perder TODO o seu histórico de dados! 😮


➡️ Editar


Ter a liberdade de executar todas as funções administrativas relacionadas aos relatórios do Google Analytics. O usuário consegue, além de ver os dados, também adicionar, editar, excluir contas, propriedades, vistas, filtros, metas etc. Todas as funções da permissão COLABORAR já estão incluídas nessa permissão.


➡️ Colaborar


Pode criar, editar, excluir e compartilhar recursos pessoais e pode colaborar em recursos compartilhados. Não se consegue criar e editar filtros ou metas. Já tem incluído todas as funcionalidades da permissão de "Ler e analisar".


Os recursos compartilhados



🔸 Ler e Analisar


Tem acesso a todos os dados dos relatórios e configurações. Ou seja, o usuário consegue filtrar os dados de uma tabela, adicionar uma dimensão secundária, criar um segmento etc. Ele pode criar recursos pessoais e compartilhá-los, além de ter acesso a recursos compartilhados. Não é possível editar ou colaborar com nenhum dado.

As permissões do nível da conta são herdadas por padrão (conta > propriedade > vista). Ou seja, ao definir as permissões de usuário no nível da conta, esse usuário terá as mesmas permissões para todas as propriedades e vistas.

A medida que você avança na hierarquia, é possível conceder permissões em níveis acima, mas não removê-las. Por exemplo, se um usuário tem a permissão para leitura e análise no nível da propriedade, você pode dar acesso de edição para vista, mas não de colaboração. É possível ver as permissões que os usuários possuem na página Gerenciamento de usuários no nível da conta, da propriedade ou da vista:


Passo-a-passo


➔ Adicionar usuários


  1. Logue-se na sua conta do Google Analytics

  2. Clique no ícone de ADMINISTRADOR no final da página e acesse o nível de hierarquia que você quer conceder o acesso (conta > propriedade > vista)

  3. Na coluna selecionada, clique em GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS

  4. Ao abrir a lista de usuário, localize o botão com o sinal de “+” e clique nele. Depois, clique em Adicionar novos usuários.

  5. Coloque o endereço de e-mail do usuário. O e-mail pode ser pessoal ou corporativo (@nomedasuaempresa), mas precisa ter sido criado dentro de uma conta Google.


🔹 A conta pessoal do e-mail é a que todo mundo conhecemos (@gmail.com).


🔹 Para criar um e-mail corporativo, você precisa contratar um plano de e-mail corporativo. Existem diversos disparados que fazem isso, incluindo o Google. O nome do pacote corporativo é G Suite e você consegue contratar com planos a partir de R$24,30/mês, tendo direito a diversos serviços não inclusos nos aplicativos gratuitos (e-mail comercial personalizado (@suaempresa); o dobro da quantidade de armazenamento na nuvem para o Gmail e o Google Drive; suporte por e-mail e telefone 24 horas por dia, 7 dias por semana; 99,9% de tempo de atividade garantido no e-mail comercial; interoperabilidade com o Microsoft Outlook; opções adicionais de segurança como autenticação em duas etapas e Login único (SSO, na sigla em inglês); e controles administrativos para as contas de usuários).


➔Você pode adicionar quantos usuários precisar.


  1. Você pode selecionar para notificar esse novo usuário do acesso que ele recebeu.

  2. Escolha as permissões desejadas, de acordo com o que falamos ao longo deste post.

  3. Clique em Adicionar e pronto!


➔Editar usuários


  1. Logue-se na sua conta do Google Analytics

  2. Clica no ícone de ADMINISTRADOR no final da página e acesse o nível de hierarquia que você quer conceder o acesso (conta > propriedade > vista)

  3. Na coluna selecionada, clique em GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS.

  4. Localize o usuário que você desejar alterar a permissão. Você pode usar a caixa de busca, inserindo o email completo ou parcial.

  5. Clique no nome do usuário e adicione ou remova as permissões.

  6. Clique em Salvar.


➔Excluir usuários


  1. Logue-se na sua conta do Google Analytics

  2. Clica no ícone de ADMINISTRADOR no final da página e acesse o nível de hierarquia que você quer conceder o acesso (conta > propriedade > vista)

  3. Na coluna selecionada, clique em GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS.

  4. Localize o usuário que você desejar alterar a permissão. Você pode usar a caixa de busca, inserindo o email completo ou parcial.

  5. Marque a caixa de seleção do(s) usuário(s) e clique em REMOVER.


➔Criar grupos de usuários


Essa funcionalidade é exclusiva para quem tem uma conta dentro de uma organização. Para criar uma organização, você precisa ter a versão paga da conta do Google Analytics (Google Analytics 360) e o Google vai te dar toda a assistência nesse processo.


Para saber mais sobre o Google Marketing Platform

E aí, o que achou desse post? Deixou mais claro como conceder os acessos da sua conta do Google Analytics?


Dúvidas? Comentários? Sugestões?

Mande um e-mail para gente contato@metricasboss.com.br, até a próxima 😄

Google Marketing Platform


Métricas Boss: © 2021 - Versão 4.0Web Analytics é mais que um gráfico bonitinho!