Modelos de Atribuição do Google Analytics

Você conhece todos os modelos de atribuição disponíveis no Google Analytics? É muito normal ter ouvido falar sobre o Last Click e com certeza ficou com dúvida nos demais ou nem sabia que existiam.

No GA por padrão existem 7 modelos de atribuição, e para que você não fique perdido vamos listar cada um deles e como funcionam. Além disso, no final desse post temos um podcast com o Caio Tramontina, engenheiro de soluções do Google.

Modelo de Atribuição Última Interação (Last Click)

O modelo de última interação ou “last click” é o modelo mais utilizado. O modelo Última interação atribui 100% do valor da conversão ao último canal com o qual o cliente interagiu, antes de comprar ou concluir a conversão. Logo, se o usuário fizer o seguinte caminho:

Email > Adwords > Orgânico > Converteu

100% da conversão é atribuída ao Orgânico.

Modelo de Atribuição Último clique não direto

O modelo último clique não direto, ignora o tráfego direto e atribui 100% da conversão ao último canal em que o cliente clicou antes de comprar ou converter. O Analytics usa esse modelo por padrão ao atribuir o valor da conversão em relatórios que não sejam o de funis multicanais, ou seja, este é o modelo utilizado no relatório de aquisição e também no relatório de comércio eletrônico. Logo, se o usuário fizer o seguinte caminho:

Email > Adwords > Orgânico > Direto > Converteu

100% da conversão é atribuída ao Orgânico.

Modelo de Atribuição Último clique do Google Adwords

O modelo último clique do Google Adwords, atribui 100% da conversão ao último anúncio mais recente que o usuário clicou antes de comprar ou de concluir uma conversão. Logo, se o usuário fizer o seguinte caminho:

Email > Adwords > Orgânico > Converteu

100% da conversão será atribuída ao Adwords.

Modelo de Atribuição Primeira Interação

O modelo de atribuição primeira interação, atribui 100% da conversão ao primeiro canal que o usuário interagiu. Logo se um usuário fizer o seguinte caminho:

Email > Adwords > Orgânico > Converteu

100% da conversão será atribuída ao Email.



Modelo de Atribuição Linear

O modelo de atribuição linear, distribui o valor da conversão por todas as mídias que participaram da conversão. Logo, se um usuário fizer o seguinte caminho:

Email > Adwords > Orgânico > Converteu R$100

A conversão será de R$100 dividido por 3, logo R$33,33 para cada mídia.

Modelo de Atribuição Time Decay ou Redução de Tempo

O modelo de atribuição time decay ou redução de tempo, esse modelo se baseia no conceito de redução exponencial e atribui mais crédito aos pontos de contato mais próximos do momento da conversão.

O modelo “Redução de tempo” tem uma meia-vida padrão de sete dias. Isso significa que um ponto de contato que ocorreu sete dias antes de uma conversão recebe metade do crédito de um ponto de contato que ocorreu no dia da conversão. De forma semelhante, um ponto de contato que ocorreu 14 dias antes recebe um quarto do crédito de um ponto de contato no dia da conversão. A redução exponencial continua na sua janela de lookback (padrão de 30 dias).

Modelo de Atribuição com base na posição

O modelo de atribuição com base na posição, permite que você consiga associar os modelos de primeira interação e última interação. Ao invés de 100% da conversão ser atribuído a primeira ou última interação, você divide o crédito entre elas.

Normalmente é atribuído 40% de conversão ao primeiro e ao último canal e 20% divididos entre as demais mídias intermediárias. Logo se um usuário fizer o seguinte caminho:

Email > Adwords > Orgânico > Converteu R$100

Email - 40% - R$40

Adwords - 20% - R$20

Orgânico - 40% - R$40

Esses são todos os modelos de atribuição presentes no Google Analytics. Agora que você já os entende, o ideal é escolher um deles para poder seguir as análises no seu site. :)

Se ainda estiver com dúvidas, segue abaixo o podcast que gravamos com o Caio Tramontina falando sobre cada um deles: