Métricas Boss

Google Analytics - O que é, como usar e para que serve

O que é

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita do Google onde podemos analisar diversas métricas de um site, seja ele um ecommerce, site institucional ou um Blog. Antes de mais nada é importante termos em mente que o Google Analytics auxilia na tomada de decisão de marketing e também sobre o comportamento do seu usuário, já que através dele podemos ver os resultados de determinada campanha, canal de aquisição (Google Ads, E-mail Marketing, Google Orgânico etc), as principais pesquisas realizadas dentro do seu site, as páginas mais acessadas e até mesmo os resultados em venda caso você tenha um ecommerce.

Um ponto importante que é preciso deixar bem claro é que o GA serve apenas para SITES, SITES!! Não, não é possível instalar o Google Analytics em sua página do facebook e também e recomendável que instale o Firebase Analytics para medir os seus aplicativos e não o GA.

AAAAAA e não, você não vai conseguir instalar o Google Analytics no site do seu concorrente para medir os dados deles.

Como funciona

Agora você deve estar se perguntando: Como essa ferramenta captura os dados do meu site? E essa resposta é muito simples amigo, através dos cookies do seu navegador!

Quando você acessa um site pela primeira vez (exceto pela guia anônima) o seu navegador libera um cookie, que nada mais é que um arquivo de texto simples onde é armazenado o histórico de sua navegação naquele site. Então se o site em questão tiver o Google Analytics instalado suas informações de navegação estarão registradas e o quem possui acesso ao Google Analytics poderá mensurar suas interações no site dele.

Mas o GA necessita ser instalado dentro do seu site para que possa capturar essas informações ali contidas. O Processo de instalação do Google Analytics pode e recomendamos que seja feito através do Google Tag Manager que é a ferramenta do Google de gerenciamento de pixels e tags como as do GA, Facebook, Google Ads e afins. Se quiser saber mais sobre o GTM, acesse aqui.

Uma vez que o Analytics esteja instalado em seu site, os dados começam a ser capturados e aí é possível medir. Basicamente o processo funciona assim:

Google Analytics - O que é, como usar e para que serve

Como usar

Agora chegou a parte mais legal nesse artigo, como usar o Google Analytics para me ajudar a gerar insights medindo meus resultados?

A primeira coisa que você tem que ter em mente é que o Google Analytics possui uma infinidade de relatórios que você pode extrair. Se você começar a mexer na ferramenta sem ter um objetivo em mente vai acabar ficando perdido e pensando que é muito difícil mexer no Google Analytics ou que mensurar dados não é para você.

A primeira grande lição para ter sucesso utilizando o Google Analytics é:

1) Tenha um objetivo claro em mente.

Qual o seu objetivo com essa análise? Lembrando que os objetivos podem ser mais de um.

Exemplo: Sou gestor de uma empresa que vende no e-commerce livros para concursos públicos e fiz uma promoção relâmpago.

Além disso eu também fiz uma mudança na minha estratégia de Google Ads e quero verificar se me deu mais retorno que no mês anterior.

Alguns clientes entraram no chat da empresa e informaram que estão tendo dificuldade de utilizar o meu site no mobile.

Neste exemplo quais seriam os seus objetivos principais de mensuração?

O resultado de vendas no período de promoção, o impacto da mudança das campanhas de Google Ads e o tráfego no mobile, certo?

Entende que se eu ficasse “navegando” pela ferramenta a procura de respostas sem antes fazer as perguntas me sentiria perdido?

2) Sem tagueamento fica complicadíssimo mensurar alguma coisa

Exceto o Google Orgânico, Google Ads e tráfego direto, você precisará taggear todas as mídias que for utilizar no seu site.

Mas como assim, como eu faço isso? Calma, amigo! Nós temos um artigo explicando passo a passo e também um vídeo no nosso canal do youtube.

O que quero deixar claro é a importância de ter todas as mídias taggeadas, imagine que no mesmo exemplo que eu dei acima eu faça uma parceria com um influenciador digital e não taggueie a URL que ele vai compartilhar com os seguidores. No Google Analytics todas as pessoas que entraram no meu site através do link dele estarão entrando no tráfego direto se misturando as pessoas que realmente acessaram o site direto pelo navegador.

Uma confusão não é mesmo? Então sugiro você a dar uma olhada no nosso artigo ou vídeo =)

3) Cuidado com o período analisado

É muito importante termos em mente que precisamos comparar períodos semelhantes, se possível o mês ou semana do ano atual com o ano anterior. Dependendo do segmento da sua empresa comparar os dados de um mês de alguma festividade que seja boa para o seu negócio com um mês que você em geral não vende muito, iremos fazer insights errôneos.

Por exemplo, se eu vendo miniaturas de papai noel, comparar o mês de dezembro com o mês de janeiro, trará uma análise bem equivocada, certo?

O mesmo acontece quando comparamos dias, um salão de beleza com marcação online não vai ter a mesma quantidade de usuários marcados na terça do que no sábado (que é um dia que geralmente bomba). Neste caso o ideal é comparar terça-feira com terça-feira e sábado com sábado.

4) Faça notas no seu G.A!

Muita gente não dá o devido valor a essa opção do Google Analytics.

Imagine a seguinte cena: Você está fazendo a análise de vendas do site do ano de 2015 que foi um ano histórico para a empresa no ecommerce. De repente, você vê um pico na data de 19/07 e não consegue entender o porquê. Pergunta para os seus colegas de trabalho, mas ninguém que trabalha com você trabalhava na empresa naquela época. E aí amigo, o que faremos? Se a galera de 2015 tivesse utilizado as anotações do G.A para falar que fizeram frete grátis no dia 19/07 você saberia, né?

As anotações são importantes para guardar um histórico de todas as alterações e campanhas do site.

Isso também já foi ensinado no nosso blog

5) Relatórios importantes para todos os sites

  • Relatório de Origem/Mídia.

Para qualquer site, independente de ser um ecommerce ou não é importantíssimo analisar de onde o seu tráfego está vindo.

Para isso temos o relatório de Aquisição -> Todo tráfego -> Origem/Mídia

Google Analytics - O que é, como usar e para que serve

As métricas mais legais para analisarmos nesse relatório são:

  • Sessões: conseguimos mensurar as visitas do nosso site.
  • Taxa de rejeição: representa quantos por cento de visitas não navegou por mais de uma página. Ou seja, saíram do nosso site na página que entraram.
  • Taxa de conversão: representa quantos por cento de sessões realmente compraram (caso de e-commerce) ou realizaram determinada meta do seu site (exemplo: fizeram download de um ebook)
  • Transações ou conclusão de meta: Quantidade de compras ou quantidade de conclusões de uma meta.
  • Receita (só para ecommerce): Valor das compras.

Nesse relatório conseguimos ver por exemplo, quais mídias está nos dando mais retorno, quais pioraram em relação ao período anterior, se temos uma alta taxa de rejeição vindo de alguma.

  • Todas as páginas

Comportamento -> Conteúdo do site -> Todas as páginas

Esse relatório nos mostra quais páginas do nosso site tiveram mais visualizações, o seu tempo médio, taxa de rejeição e taxa de saída.

Através dele podemos verificar se temos algum problema em alguma página específica, ou se alguma página atrai mais os nossos usuários que as outras.

Dica: Coloque a dimensão secundária de origem/mídia para verificar de qual mídia está trazendo mais tráfego para uma página x.

  • Comércio eletrônico (para ecommerces)

Conversões -> Comércio eletrônico -> Visão geral

Neste relatório conseguimos ver o ticket médio dos pedidos, quantidade, taxa de conversão e compras exclusivas no geral.

Google Analytics - O que é, como usar e para que serve

Agora que você já aprendeu o básico dessa ferramenta fica muito mais fácil de utilizá-la! Lembre-se que temos vários conteúdos bacanas sobre análise de dados aqui no nosso blog, no nosso canal do Youtube e no nosso Podcast ;)


mail_outline

Está curtindo o post?

Assine nossa newsletter e fique por dentro das noticias do mercado de Web Analytics.