Adapte o Google Analytics para o seu negócio!

Quando iniciamos um trabalho de auditoria de google analytics, é pouco conhecido que podemos ajustar a ferramenta e alterar as informações que são padrão do GA para o nosso negócio. Você sabia disso?

Sim! Além de ser possível é ideal que você faça isso e vamos listar nesse post algumas adaptações que o Google Analytics pode ter por cada tipo de negócio, e que fique bem claro, NÃO SÃO GAMBIARRAS e sim conhecendo melhor a ferramenta e adaptando para o seu negócio. :)

Alteração do Tempo Médio de Sessão

O tempo padrão para um sessão do GA se tornar uma nova sessão, são 30 minutos de inatividade, ou seja, a cada 30 minutos que o usuário não interage com o site, é gerada uma nova sessão.

Você sabia que é possível alterar o tempo padrão da sessão no Google Analytics?

Imagina que você é um site de ensino a distância e mensura a parte logada do usuário, aquela onde ele de fato assiste às aulas. Se o tempo médio de cada vídeo aula sua for de 1hr, teremos um número de sessões totalmente diferente do que de fato foi, correto?

A cada 30 min de inatividade, será gerada uma nova sessão e com isso em um vídeo de 1hr, o usuário terá se tornado 2 sessões.

Você pode e DEVE alterar o tempo limite da sessão do usuário nesse caso e listamos aqui um passo a passo detalhado para você poder efetuar essa alteração. :)

Quero alterar o tempo padrão da sessão no meu Google Analytics


Google Analytics Cross Domain

Essa é uma configuração do Google Analytics que lhe permite analisar subdomínios do seu site no mesmo site.

Mas como Assim?

Pense no seguinte cenário, você tem um e-commerce “www.exemplo.com.br”, nesse domínio você tem a navegação do seu site desde a home até ao carrinho. Porém, você também tem landing pages cadastradas como subdomínios, como por exemplo, “landingpage.exemplo.com.br” e nessa página o usuário pode acessar o seu site para finalizar a compra.

Quando você for analisar no GA esse comportamento, vai verificar que teremos muitas sessões vindo através do site “landingpage.exemplo.com.br” mas você faz adwords para essa LD e quer justificar a venda que aconteceu após o usuário ir para o site, saindo da LD. Isso não será possível! :(

É aí que entra o Cross Domain! :)

O Cross Domain fará uma configuração em seu site informando ao GA que na realidade um site pertence ao outro. Com essa configuração, você não analisará mais o tráfego vindo da página da landing page, mas sim que foi via adwords e pela campanha xpto.

Mas não vou ver o que a Landing Page Gerou de Tráfego?

O ideal é que você veja as informações da Landing Page em uma conta de Google Analytics só dela, e que configure uma meta de clique no botão comprar (ou o botão que gera o fluxo para o site exemplo) para ver quanto de tráfego gerou para o site. :)

Para ativar o Cross Domain, basta você ler o post da MB aqui

Lista de Exclusão de Referências

Essa configuração aqui deveria ser utilizada por TODO MUNDO que utilizar um checkout de terceiros como, Bcash, Pag Seguro e Mercado Pago por exemplo.

Se os usuários ao comprarem em seu site são direcionados para um desses sites e depois voltam para o seu site, a lista de exclusão de referência lhe ajudará MUITO!

Existe um grande problema nesse fluxo realizado por esses meios de pagamento. Mostramos abaixo para explicar mais detalhadamente:

  1. Usuário acessa seu site para comprar (Sessão cadastrada);
  2. Preenche as informações e clica no pag seguro, bcash ou mercado pago (Sessão perdida);
  3. Em um desses checkouts, informa o método de pagamento;
  4. Pagamento é aprovado e o usuário retorna para seu site com as informações do pedido (Nova Sessão).

Com isso, o seu relatório de origem/mídia aparecerá da seguinte forma:

Ferramentas de web analytics

Se você ainda não entendeu os motivos de isso ser um problema, veja o exemplo abaixo:

  1. Usuário clica no seu anúncio do Google Adwords;
  2. Acessa seu site e o script do Google Analytics captura a Sesão (Sessão capturada);
  3. Preenche as informações e clica no pag seguro, bcash ou mercado pago (Sessão perdida) - Neste ponto o Google Anaytics vai interpretar que o usuário não converteu, ou seja, não atribuirá venda para Google Adwords;
  4. Em um desses checkouts, informa o método de pagamento;
  5. Pagamento é aprovado e o usuário retorna para seu site com as informações do pedido (Nova Sessão) - Aqui o Google Analytics entenderá que a sessão pertence a um desses checkouts e não atribuirá a venda ao Google Adwords.

Entendeu a gravidade do problema? Você não conseguirá medir os esforços de suas campanhas de marketing.

É para isso que serve a lista de exclusão de referências! :)

A lista de exclusão de referências altera o fluxo que mostramos acima e resolve o problema que vimos.

Com a exclusão, o fluxo fica da seguinte forma:

  1. Usuário acessa seu site para comprar (Sessão cadastrada);
  2. Preenche as informações e clique no pag seguro, bcash ou mercado pago (Sessão pausada);
  3. Em um desses checkouts, informa o método de pagamento;
  4. Pagamento é aprovado e o usuário retorna para seu site com as informações do pedido (Mesma Sessão).

E nós temos um post explicando detalhadamente como criar essa lista de exclusão!

Quero criar a minha lista de exclusão de referências no Google Analytics

Conclusão

Percebeu nessas 3 configurações acima como o GA pode ser ajustado para o seu tipo de negócio?

É muito importante que você saiba isso antes mesmo de começar a analisar os dados da ferramenta, pois ela precisa ser ajustada para o seu negócio e assim você ter dados corretos e idealizados para o seu negócio! :)